Competições F1 Notícias

F1 anuncia volta do GP da Turquia e calendário final com 17 provas

Corrida será disputada no dia 15 de novembro no Istambul Park. Com rodada dupla no Barein e a prova de Abu Dhabi calendário terá 17 provas em 2020.
Sebastian Vettel foi o vencedor da última corrida disputada no Istambul Park, em 2011.

A Fórmula 1 anunciou nesta terça-feira a volta do Grande Prêmio da Turquia, que será realizado no dia 15 de novembro deste ano no Istambul Park. Além do retorno do circuito turco, os organizadores anunciaram ainda a realização de mais quatro provas neste ano, encerrando o calendário 2020 com 17 corridas.

Serão disputadas duas provas no Bahrein e o campeonato encerra no dia 17 de dezembro com a corrida no Circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi, como nos anos anteriores.Em seu comunicado oficial os organizadores também confirmaram que não haverá corrida na China neste.

Desde 2011 a Turquia não recebe uma prova da Fórmula 1, e neste retorno ela garante um campeonato com 17 corridas, já que a possibilidade de corrida dupla no Bahrein já vinha sendo anunciada. A corrida foi disputada entre 2005 e 2011, e nestas sete edições o brasileiro Felipe Massa foi quem dominou melhor as sinuosas curvas do Istambul Park. Massa venceu as corridas de 2006, 2007 e 2008, quando corria pela Ferrari. Kimi Räikkönen foi o primeiro vencedor, em 2005, guiando a McLaren. Sebastian Vettel, Lewis Hamilton e Jenson Button tem uma vitória cada, assim como o finlandês.

Felipe Massa é o maior vencedor da prova, chegando ao lugar mais alto do pódio em 2006, 2007 e 2008.

Foi na Turquia também que Sebastian Vettel correu pela primeira vez na categoria, em 2006, pela Sauber que na época usava motores BMW. Neste ano Istambul será um mistério para a maioria dos pilotos, já que apenas Vettel, Räikkönen, Hamilton e Sergio Perez já correram na pista. Mas mesmo para eles o cenário será diferente, já que em 2011, quando foi realizada a última corrida no local, a Fórmula 1 corria como motores V8 naturalmente aspirados. Agora, os monopostos são equipados com um motor V6 híbrido.

Outro fator determinante será a temperatura da pista, já que a previsão é que na data da corrida turca a média em Istambul é em torno de 10º. O cenário é bem diferente dos outros anos, quando a corrida era disputada em maio. Com temperaturas mais baixas o aquecimento dos pneus se torna uma dificuldade extra aos pilotos.

Com a pandemia do novo coronavírus a Fórmula 1 precisou  readequar o calendário e os procedimentos, e a expectativa dos organizadores era realizar entre 15 e 18 corridas. Com as confirmações desta terça-feira a categoria conseguiu algo bem próximo do desejado, ficando com 17 Grandes Prêmios, sendo que os circuitos Red Bull Ring, na Áustria, Silverstone, na Inglaterra e agora o Internacional de Bahrein, receberão duas corridas. 

Confira abaixo como fica o restante do calendário da Fórmula 1 com a data das corridas.

30/08 (corrida) – GP da Bélgica/Circuito de Spa-Francorchamps

06/09 – GP da Itália/Autódromo Internacional de Monza

13/09 – GP da Toscana/ Mugello

27/09 – GP da Rússia/Autódromo de Sochi

11/10 – Grande Prêmio de Eifel/Circuito de Nürburgring

25/10 – GP de Portugal/Autódromo do Algarve

1º/11 – GP da Emilia-Romana/Autódromo Enzo e Dino Ferrari (Ímola)

15/11 – GP da Turquia/Istambul Park

29/11 – GP do Bahrein/Circuito de Sakhir

06/12 – GP do Sakhir/Circuito de Sakhir

13/12 – GP de Abu Dhabi/Circuito de Yas Marina

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: