Competições Notícias Stock Car

Ricardo Zonta domina adversários e vence Corrida do Milhão

Ricardo Zonta fez uma corrida segura e manteve sempre uma distância segura para o segundo colocado. Piloto agora é o líder isolado do campeonato.
Com um bom trabalho no pitstop Zonta controlou a vantagem para vencer a Corrida do Milhão pela segunda vez na carreira.

A vitória de Ricardo Zonta na Corrida do Milhão, disputada neste domingo em Interlagos, não garantiu seu nome apenas na história da principal prova do automobilismo brasileiro e sul-americano, mas também lhe rendeu a liderança do campeonato. Com 82 pontos, o piloto da RCM abriu uma vantagem de quatro pontos para o segundo colocado Cesar Ramos, da Ipiranga Racing.

Na corrida, Zonta largou bem e rapidamente conduziu seu Toyota Corolla para a briga pela liderança. Ramos, que largou na pole position, teve problemas com a bomba de combustível no pit-stop, o que favoreceu Zonta que vinha com uma estratégia semelhante a de Ramos, mas como sua equipe foi mais eficiente nos boxes, ele conseguiu assumir a liderança e não correr riscos até o fim da corrida. 

Depois de assumir a ponta, Zonta manteve o bom ritmo e assegurou sempre uma distância de mais de cinco segundos para o segundo colocado. Ramos também manteve um bom ritmo, e não viu sua posição ser ameaçada na pista, e conseguiu os pontos que lhe dão a vice-liderança no campeonato apesar de ainda não ter vencido nenhuma corrida.

Esta foi a segunda vez que Zonta venceu a Corrida do Milhão, a primeira foi em 2013. Só que agora o prêmio em dinheiro não foi para o piloto nem para a equipe, já que em razão da pandemia do novo Covid-19 a organização da prova decidiu realizar a chamada Corrida do Milhão Solidário. Com isso, o prêmio em dinheiro foi revertido para instituições que atuam para minimizar o impacto da doença em comunidades carentes.

O pódio em Interlagos fechou com Denis Navarro da equipe Cavaleiro Sports, e o primeiro Chevrolet Cruze da corrida, já que tanto Zonta quanto Ramos correm de Toyota. Outro destaque da corrida foi Rubens Barrichello, da Full Time Sports. Com problemas na classificação, Rubinho largou apenas na 22ª posição. Obrigado a fazer uma corrida de recuperação.

Rubinho foi escalando o grid e chegou na quarta posição menos de um segundo atrás do terceiro colocado. Nelsinho Piquet, da Full Time Bassani, que venceu a primeira corrida disputada no sábado, não conseguiu repetir o bom resultado no domingo e abandonou a prova.

Rubinho escalou o grid para chegar na quarta posição e seguir la luta pelo título

O domingo não foi nada positivo para o tricampeão da Stock Car, Daniel Serra da Crown Racing. O piloto não teve uma boa classificação e ainda por cima sequer pode largar no dia dao corrida por problemas no carro.

Equilíbrio entre marcas na corrida, não no campeonato

A disputa entre Corolla e Cruze foi bastante equilibrada Mesmo com o equilíbrio visto ao final da corrida, os carros do modelo Corolla tem se destacado na competição na relação com os Cruzes. Na Corrida do Milhão, as 10 primeira posições foram ocupadas por cinco carros da Toyota e cinco da Chevrolet.

Entretanto, o equilíbrio nas posições do grid de domingo não é o mesmo do campeonato, onde a Toyotta tem tido ampla vantagem sobre a Chevrolet. Entre os cinco primeiros colocados, apenas Ricardo Maurício, da Eurofarma RC, corre com o modelo Cruze. Todos os demais optaram pelos carros da Toyota, que tem apresentado um excelente ritmo de corrida. A Toyota já soma 201 pontos entre as marcas, enquanto a Chevrolet tem 151. Confira abaixo a classificação completa do campeonato.

Pilotos

1. Ricardo Zonta (Corolla/RCM)-  82

2. Cesar Ramos (Corolla/A.Mattheis) – 78

3. Rubens Barrichello (Corolla/Full Time) –  71

4. Ricardo Mauricio (Cruze/RC) – 54

5. Nelsinho Piquet (Corolla/Full Time Bassani) – 50

6. Allam Khodair (Cruze/Blau) – 50

7. Thiago Camilo (Corolla/A.Mattheis) – 46

8. Átila Abreu (Corolla/Crown) – 44

9. Daniel Serra (Corolla/Crown) – 42

10. Rafael Suzuki (Corolla/Full Time Bassani) – 41

11. Bruno Baptista (Corolla/RCM) – 39

12. Cacá Bueno (Cruze/Crown) – 37

13. Denis Navarro (Cruze/Cavaleiro) – 35

14. Guilherme Salas (Cruze/KTF) – 32

15. Galid Osman (Corolla/Crown) – 31

16. Julio Campos (Cruze/Crown) – 26

17. Lucas Foresti (Cruze/Vogel) – 23

18. Diego Nunes (Cruze/Blau) – 20

19. Matias Rossi (Corolla/Full Time) – 19

20. Gaetano Di Mauro (Cruze/Vogel) – 18

21. Gabriel Casagrande (Cruze/R.Mattheis) – 17

22. Vitor Genz  11

23. Pedro Cardoso (Cruze/R.Mattheis) – 10

24. Marcos Gomes (Cruze/Cavaleiro) – 9

25. Vitor Baptista (Cruze/KTF) 8

26. Tuca Antoniazzi (Cruze/Hot Car) – 8

Equipe

1. Ipiranga Racing, 125

2. RCM Motorsport, 121

3. Eurofarma RC, 106

4. Full Time Bassani, 91

5. Full Time Sports, 90

6. Shell V-Power, 75

7. Blau Motorsport, 70

8. Crown Racing, 63

9. KTF Sports, 51

10. Cavaleiro Sports, 44

11. Vogel Motorsports, 41

12. R. Mattheis, 27

13. Hot Car, 8

Marcas

1. Toyota, 201

2. Chevrolet, 151

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: