Notícias

Zannardi deixa uti e apresenta melhora “significativa”

Boletim médico diz que Alessandro Zannardi teve respondeu bem ao tratamento.

Internado desde o dia 24 de julho no Hospital San Raffaele, Alessandro Zanardi deixou nesta semana a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na cidade de Milão na Itália. De acordo com o site Grande Prêmio, o médico Luigi Beretta publicou um boletim médico informando que o piloto e atleta paraolímpico “respondeu com melhoras clínicas significativas após um período no qual foi submetido a tratamento intensivo.”

Zanardi sofreu um acidente no dia 19 de junho quando competia com uma bicicleta adaptada na cidade de Pienza, também na Itália, quando participava do Obiettivo Tricolore (Objetivo Tricolor), uma jornada que reúne atletas paralímpicos em bicicletas de mão, bicicletas ou cadeiras de rodas olímpicas. Zanardi foi atropelado por um caminhão e sofreu múltiplos traumas. Pouco mais de duas horas após o acidente, Zanardi passou por pelo menos quatro cirurgias na cabeça. 

Alex Zanardi começou a surgir para o mundo esportivo em 1991, quando foi vice-campeão da F3000, perdendo o título na época para o brasileiro Christian Fittipaldi. Naquele mesmo ano chegou a Fórmula 1, fazendo três corridas pela extinta Jordan. Após algumas temporadas, correndo pela Minardi e Lotus, sem sucesso na categoria vou para os Estados Unidos correr na Indy.

Na categoria norte-americana o piloto ganhou notoriedade internacional correndo pela Ganassi e sendo campeão em 1997 e 1998. Em 1999 ele teve mais uma chance na F1 correndo pela Williams, mas os resultados não vieram. Em 2001, de volta à Indy pela Mo Nunn Zanardi viveu até então o seu momento mais trágico. Foi durante a etapa da Alemanha, em Lausitzring, que ele sofreu o acidente que acarretaria na perda de suas pernas. Depois de um pit-stop enquanto liderava a prova ele perdeu o controle ao sair do pit-lane e foi acertado pelo carro de Alex Tagliani. 

Apesar do acidente Zanardi seguiu em frente continuou pilotando em carros adaptados, e chegou a vencer corridas no WTCC (Mundial e Carros de Turismo) pela BMW. Com o tempo ele mudou o foco e passou a se dedicar aos esportes paralímpicos. Em 2007 participou pela primeira vez da Maratona de Nova York, terminando em quarto lugar na competição de bicicletas de mão. Com o tempo o sucesso nas competições foi aumentando culminando com dois ouros e uma prata nas Olimpíadas de Londres, e repetindo o resultado quatro anos mais tarde no Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: