F1 Notícias

Equipes da f1 entram em acordo e assinam novo pacto de concórdia

Com acordo, grid da Fórmula 1 seguirá com as equipes atuais até 2025.

Depois de muitas idas e vindas, brigas, discussões e ameaças de abandono, a Fórmula 1 anunciou nesta quarta-feira a assinatura do novo Pacto de Concórdia, garantindo assim a permanências das equipes no grid até 2025. O novo acordo, que modifica a distribuição de prêmios aos times e coloca um limite de gastos para as equipes a partir de 2021. Com a expectativa de mudança no regulamento técnico para 2022, os organizadores da categoria esperam uma disputa mais acirrada pelo campeonato de pilotos e construtores.

O anúncio oficial foi feito no site da Fórmua 1, que minimizou as dificuldades de assinatura e mesmo as ameaças de saída de algumas equipes como o caso da Mercedes, equipe que domina o campeonato nos últimos seis anos.

O site Globo Esporte lembrou que as equipes mais antigas da categoria, McLaren, Ferrari e Williams, foram as primeiras a anunciar a assinatura do novo acordo. Porém, depois de longa negociação, as demais equipes do grid também aceitaram o Pacto de Concórdia. Inicialmente o novo regulamento técnico estava previsto para entrar em vigor a partir de 2021, entretanto devido a pandemia do novo coronavírus e o atraso para o começo do campeonato deste ano levou ao adiamento das novas regras, que entram em vigor apenas em 2022.

Dominante desde a entrada do sistema híbrido, a Mercedes se mostrou contrariada com o acordo nas últimas semanas, o que ficou claro durante as corridas disputadas em Silverstone. A reclamação, trazida a público pelo diretor-executivo da Mercedes, Toto Wolff, era de que a distribuição favorecia Ferrari e Red Bull, principais rivais dos alemães.

Na avaliação de Wolff, a distribuição de bônus garantia um bolo maior para os italianos, enquanto a marca de energéticos conseguiria vantagem por ter uma equipe subsidiária no grid, a Alpha Tauri. 

Vencidas as divergências, os dirigentes das equipes conseguiram chegar a um denominador comum e garantiram as 10 equipes do grid até 2025, quando está prevista uma revisão do Pacto de Concórdia. Dessa forma, Mercedes, Ferrari, Red Bull, McLaren, Williams, Renault, Racing Point (que se chamará Aston Martin a partir de 2021), Alpha Tauri, Alfa Romeo e Hass seguem no campeonato.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: