Porsche reabre linha de produção para recuperar carros naufragados

A Porsche deu um passo ousado para repor quatro carros do modelo 911 GT2 RS, os veículos foram parar no fundo do mar quando eram transportados para o Brasil no dia 12 de março. A montadora decidiu reabrir a linha de montagem para produzir novamente os quatro veículos que se perderam no mar.

O naufrágio aconteceu quando o cargueiro Grande América incendiou quando navegava no Oceano Atlântico a 330 quilômetros da costa francesa. Todas as 27 pessoas que estavam a bordo foram resgatadas. A carga, entretanto, foi toda perdida, inclusive três mil automóveis de diversas marcas, dos quais 37 eram exemplares da Porsche.

Entre os modelos que naufragaram estavam o Cayenne, Macan, 718 Boxster e 718 Cayman, os quais teriam a reposição mais simples já que ainda são produzidos pela montadora de esportivos. Porém, os quatro GT2 RS representavam um problema maior, já que a versão teve produção limitada, a qual foi encerrada em fevereiro. As unidades que vinham para o Brasil eram as últimas a ser entregues no país.

As quatro unidades foram entregues no porto de Vitória, no Espírito Santo, no dia 8 de junho. Foto: Rafael Ferreira / Instagram @gpbrpaddock

Quando a sede da Porsche na Alemanha foi informada do problema decidiu reabrir a linha de produção. Assim, a fábrica de Zuffenhausen montou quatro novas unidades do 911 GT2 RS, os quais serão entregues aos clientes brasileiros. A retomada da produção foi possível porque a fábrica não iniciou a montagem da nova geração do 911, agora é chamada de “992” internamente. A produção do novo modelo começaria dois dias depois da decisão da fábrica em refazer os carros naufragados.

Os proprietários dos carros foram comunicados através de carta do naufrágio e sobre a reposição dos carros que foram fabricados em abril. As novas unidades chegaram ao porto de Vitória, no Espírito Santo, no dia 8 de junho, embarcadas no navio Grande Nigéria. Dos quatro carros, dois foram entregues em São Paulo e um em Curitiba, o quarto veículo foi enviado para Belo Horizonte. No final de junho todos os proprietários já estavam com seus automóveis em mãos.

Um modelo exclusivo, o 911 GT2 RS é equipado com motor de seis cilindros opostos, com 700 cavalos de potência. O carro leva apenas 2,8 segundos para chegar aos 100 km/h e tem velocidade máxima de 340 km/h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s