Um clássico filme gearhead: C’était un rendez-vous (Era um encontro)

Durante anos C’était un rendez-vous (Era um encontro) foi um misterioso e inebriante curta-metragem que hipnotizava os apaixonados por carros e velocidade. O ronco do V12 de uma Ferrari 275 GTB, percorrendo em alta velocidade as ruas de Paris, cruzando por monumentos, praças e avenidas, algumas vezes na contramão, fez e ainda faz que corações batam mais rápido.

1965_Ferrari_275_GTB_by_Scaglietti
A espetacular Ferrari 275 GTB, dona do ronco do V12

Os mais aficionados decifraram inclusive a trajetória percorrida pelo motorista que rumava para o encontro que dá título ao filme:

1024px-C'était_un_rendez-vous_path_with_time_markers
A trajetória vista pelo Google Maps

Boulevard Périphérique – Avenue Foch – Place Charles-de-Gaulle – Avenue des Champs-Élysées – Place de la Concorde – Quai des Tulieres- Arc de Triomphe du Carrousel – Rue de Rohan – Avenue de l’Opéra – Place de l’Opéra – Fromental Halévy – Rue de la Chausée d’Antin – Place d’Estienne d’Orves – Rue Blanche – Rue Pigalle – Place Pigalle – Boulevard de Clichy (rua usada após abortar a rota pela Rue Lepic) – Rue Caulaincourt – Avenue Junot – Place Marcel Aymé – Rue Norvins – Place du Tertre – Rue Ste-Eleuthère – Rue Azais – Place du Parvis du Sacré Cœur.

 

claude
Claude Lelouch

Dirigido pelo francês Claude Lelouch, o filme de 1976 preservou durante trinta anos uma aura cult, devido ao baixíssimo número de cópias existentes e também por deixar que o espectador tirasse suas conclusões sobre o carro que percorria Paris ao amanhecer, infringindo uma infinidade de leis de trânsito.

 
Em 2006, trinta anos depois do lançamento do filme, Lelouch revelou, em uma espécie de “making off”, que o carro que carregou a câmera não foi uma Ferrari, como todos pensavam, mas sim uma Mercedes-Benz 450SEL 6.9. Este carro tem câmbio automático e chega à velocidade máxima de 230 km/h. As mudanças para marchas altas e o som das altas rotações de motor indicam que o carro está a mais de 200 km/h; no entanto, a velocidade do carro em relação à velocidade em que o som reproduz parece não ter relação. Então, como já se especulava, o som utilizado é um overdub do 275GTB, de fato, dando, assim, a impressão de velocidades muito mais elevadas. Isto foi depois confirmado por Lelouch na mesma entrevista.

mercedes-rendez-2
Uma Mercedes-Benz 450SEL 6.9 idêntica a usada no filme e a câmera giroscópica instalada por Lelouch 

Ao mesmo tempo que a informação verdadeira do carro foi revelada, uma foto foi divulgada no site oficial do diretor (e que depois, de modo instantâneo, se espalhou pela Internet), mostrando Lelouch ajustando a câmera giroscópica que foi utilizada no filme em sua Mercedes.

 

Assista C’était un rendez-vous:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s